Poesia estimula ensino de história

A função principal desse projeto é a provocação, a predisposição para a ação e a motivação, estimulando assim o interesse pela disciplina

Em 2003, o professor de história da rede pública de ensino Flávio Márcio Sacramento, pensando em inovar e estimular mais seus alunos, criou o projeto O Ensino da História por Meio da Poesia. O trabalho vem beneficiando, anualmente, cerca de 120 alunos do 2º e 3º ano do ensino médio do Colégio Estadual Professora Ana Bernardes, no bairro de Cajazeiras, em Salvador.

A ideia é simples. Márcio desenvolve suas aulas narrando os fatos históricos por meio de versos. O projeto foi construído com o intuito de motivar os alunos, incentivando-os à leitura, à interpretação e ao aprendizado, e os poemas apresentados em sala de aula funcionam como material didático, auxiliando no ensino da disciplina. "Desde então, o interesse pelas aulas de história cresceu consideravelmente", informa o professor.
 
A proposta inicial foi a de conduzir o aluno para o contato com poesias que tivessem como temática a abordagem de um fato histórico. “A função principal desse projeto é a provocação, a predisposição para a ação e a motivação, estimulando assim o interesse pela disciplina”, enfatiza Flávio. Ainda segundo o professor, a motivação e o visível aumento da frequência em sala de aula, aliado ao desenvolvimento qualitativo, resultaram num satisfatório índice de aprovação na matéria.

Publicações - Como resultado, Márcio escreveu o livro “Trilhos da História do Brasil”, ainda não lançado, onde são contados, através de versos, os fatos relevantes da nossa história. Os textos versam sobre o Brasil colonial, imperial e republicano e traz à tona fatos históricos e personagens, sempre privilegiando a trajetória de luta, resistência e formação do povo brasileiro.

“Ainda em 2011, através do fruto das discussões com os alunos, passamos a ver a importância de produzir um material sobre a história de Salvador. Então desenvolvi um novo livro, intitulado Soteropohistória, baseado em um recorte histórico de 1501 a 1823, que já está pronto”. Relatou Márcio. Ambos os livros aguardam autorização para publicação.

Atualmente, o projeto está sendo aplicado em cerca de 170 alunos do 2º e 3º ano do Ana Bernardes. É possível ver o amadurecimento do projeto através de dados reais ligados ao incentivo à leitura, à interpretação, à frequência e à motivação do aluno do ensino médio.

Quem quiser entrar em contato com o professor Flávio Márcio para conhecer melhor o projeto, pode fazê-lo através do e-mail flaviomarsa@bol.com.br.

2011 | Todos os direitos e conteúdos deste Portal são de uso compartilhado